nans @ 20:36

Dom, 30/09/12

Sempre na mesma linha de todos os livros desta saga, Dragonswan em quase nada difere do livro dedicado ao Vane (mas quase que aposto que foi escrito antes), a não ser que Sebastian é um dragão e não um lobo.
Estaria a mentir se dissesse que esta short story é importante para a historia da saga, mas não deixa de ser interessante ler, uma vez que a maior parte da acção decorre no tempo dos Saxões e não na actualidade, o que acaba por ser um dos poucos pontos positivos da história, já que o resto não apresenta novidade alguma.
Pode-se dizer que qualquer um que tenha lido um livro de Sherrilyn Kenyon adivinharia que aquela short story foi escrita por ela.