nans @ 22:33

Qui, 27/09/12

Basicamente trata-se de um pequeno livro de auto ajuda de terceira categoria. 
Yah, terceira categoria. Completamente ridiculo, que faz mais rapidamente uma pessoa cortar os pulsos do que propriamente resolver os problemas da sua vida.
A autora passa o livro inteiro a dizer que os problemas existentes na nossa vida é fruto dos nossos actos, que a culpa é toda nossa, que as pessoas que acham o contrario são umas pobrezinhas que gostam de se armar em vitimas. 
Não admira que o livro não seja conhecido, porque parece mais uma pessoa frustrada a tentar impingir as suas teorias através da psicologia inversa (again, uma tentativa de terceira categoria). 
Sinceramente, não faço a minima qual a profissão da senhora que escreveu o livro, mas a sensação com que fiquei é que a autora tenta armar-se em psicologa e, lamento dizer, mas falha redondamente nesse aspecto.
O ponto alto do ridiculo é quando a escritora insiste que podemos curar tumores e a tubercolose usando apenas a imaginação e uma atitude positiva. Tenho a dizer que; minha senhora, se assim fosse, aquelas beatas que passam a vida na igreja a rezar eram imortais e havia muita boa gente vivinha da silva.
Sem margem de duvida, ler este livro foi a pior maneira de gastar o meu tempo livre.