nans @ 00:52

Ter, 02/10/12

Por norma adoro os livros da senhora Cassandra Clare, mas acho que este livro foi demasiado "forçado". É fácil identificar as ligação á saga original dos Caçadores de Sombras, nomeadamente o Magnus Bane (que eu simplesmente adoro) e o Church (o gato do instituto), e o sobrenome de alguns clãs presentes na saga original, mas de resto não vejo qualquer ligação, nenhuma "introdução" á saga, uma vez que se trata de uma prequela.
Acho que esperava algo como por exemplo, a história do Valentine e afins, mas nenhuma das personagens da saga original tinha sequer nascido na época em que a história se desenrola. Okay, o Magnus Bane já existia, mas ele é um bruxo e tal ...
E depois temos a escrita. Não há qualquer duvida que Cassandra Clare tem talento para a escrita, mas neste livro achei um exagero as descrições, muitas delas eram mais do que repetidas e muitas vezes, quando já não havia mais por onde descrever, toca a usar comparações.
Mentiria se dissesse que não me custou ler este livro, porque custou e com muita pena minha.
Por fim, o factor surpresa. Não há, mas é que não há mesmo. O livro centra-se todo na descoberta de quem é o Magister e os seus planos e logo fica claro quem é o Magister, apesar de só termos a confirmação a 100% no final.
Foi uma autentica desilusão, porque queria mesmo ter adorado o livro, mas tal não aconteceu. Pareceu-me demasiado forçado e apenas escrito para aproveitar a onde de sucesso da saga.
Anyway ... resta esperar que o próximo volume seja melhor.


Sinopse;
Quando Tessa Gray, uma jovem de dezasseis anos, atravessa o oceano para se reunir ao irmão, o seu destino é a Inglaterra do reinado da Rainha Vitória e aventuras aterrorizantes aguardam-na no Mundo-à-Parte de Londres, onde vampiros, bruxos e outras personagens sobrenaturais palmilham as ruas iluminadas a gás. Apenas os Caçadores de Sombras, guerreiros que se dedicam a livrar o mundo de demónios, conseguem manter a ordem no caos.
Raptada pelas misteriosas Irmãs Escuras, membros de uma organização secreta chamada Clube Pandemonium, Tessa fica a saber que também pertence ao Mundo-à-Parte e que possui uma habilidade rara: o poder de se transformar, quando quer, noutra pessoa. Além disso, o Magister, a figura misteriosa que dirige o clube, tudo fará para reclamar o poder de Tessa para si.
Sem amigos e perseguida, Tessa refugia-se junto dos Caçadores de Sombras do Instituto de Londres, que lhe juram encontrar o irmão se usar o seu poder para os ajudar. Em breve se sente fascinada, e dividida, entre dois amigos: James, cuja beleza frágil esconde um segredo mortal, e Will, um rapaz de olhos azuis, cujo humor cáustico e temperamento volúvel mantêm toda a gente à distância... ou seja, todos menos Tessa. Enquanto a investigação os vai arrastando para o âmago de uma conspiração tenebrosa que ameaça destruir os Caçadores de Sombras, Tessa percebe que poderá ter de escolher entre salvar o irmão e ajudar os seus novos amigos a salvar o mundo... e que o amor pode ser a magia mais perigosa de todas.