nans @ 15:14

Dom, 14/10/12

Ao ler este livro não esperava ser surpreendida, porque até agora a história, a parte romantica, têm toda seguido a mesma linha; rapaz possuído conhece rapariga, rapaz possuído recusa-se a apaixonar-se, acabam os dois enrolados e por fim, juntos.
Nesse aspecto não houve qualquer novidade, mas, e aconselho quem não leu o livro a parar agora de ler caso não queira nenhum spoiler, a história da Gwen surpreendeu-me, mas apenas a parte em que é revelado quem é o pai dela.
A história que se segue á do Sabin é a do anjo Lysander e eu pensava que, estando sempre a referir-se ao pai da Gwen como um anjo, fosse ele o pai dela, mas eis que é revelado que o pai dela é na verdade o Galen, o guardião da Esperança. Tenho a dizer que foi um óptimo twist, porque não esperava mesmo nenhuma surpresa desse género.
E depois temos o Sabin. Confesso que o Sabin nunca me chamou muito a atenção, mas adorei o personagem, porque ele é mesmo divertido. É tão engraçado que muitas vezes me apanhava a rir, mas altas gargalhadas mesmo, com ele, que foi algo que nunca tinha acontecido nos outros livros da Gena Showalter. O rapaz tem a sua piada e acabou por se tornar um dos meus preferidos quase sem me dar conta.
E depois temos o Torin. Já tinha referido a minha curiosidade em relação á história dele e com as passagens que lhe são dedicadas neste livro, mais curiosa fiquei, porque quero ver no que aquilo vai dar e se vai sair dali um triangulo amoroso entre ele, a Cameo e a Nix. Quero mesmo ver como é que ela vai dar a volta á maldição dele.
Concluindo, o livro foi uma surpresa agradável.

Sinopse;
Afinal, aquele demónio estava interessado em mais do que uma batalha... Sabin, preso ao demónio da Dúvida, destruía sem querer todas as suas amantes. Por essa razão, o guerreiro imortal passava a vida no campo de batalha em vez de no quarto. A vitória era a única coisa que lhe interessava… até que conheceu a tímida Gwen. Gwen, também imortal, sempre tinha pensado que se apaixonaria por um humano que não despertasse o seu lado obscuro. Mas quando Sabin a libertou da prisão, combater os seus inimigos para conseguir a caixa da Pandora não seria nada comparado com a batalha que ambos estavam prestes a iniciar...