nans @ 22:30

Qui, 27/09/12

Depois de, inesperadamente, ter começado a ler Eternidade de Alyson Noel tenho a dizer que o livro nem me desagradou de todo, mas também não é dos melhores que já li.
Basicamente o livro é uma mistura de; True Blood (Charlaine Harris), Medium (Meg Cabot) e FullMetal Alchemist (Anime) e Highlander (Filme). Juntem tudo isso e têm Eternidade.
Tenho a realçar que detesto ler coisas escritas na primeira pessoa, pelo simples facto de que na minha opinião condiciona bastante a escrita. Mas neste caso foi diferente. Está bem escrito, não vi qualquer condicionante, muito pelo contrário. O facto de estar escrito na primeira pessoa manteve aquele suspence necessário, uma vez que escrevendo na terceira pessoa há sempre a tentação de se partir para vários pontos de vista. 
Além disso, tenho apenas dizer; TULIPAS!!!!

Sinopse;
Entrem num mundo encantador onde o verdadeiro amor nunca morre... Depois de um terrível acidente que lhe matou a família, Ever Bloom, de dezasseis anos, consegue ver as auras das pessoas que a rodeiam, ouvir os seus pensamentos e conhecer a história da vida de qualquer pessoa através de um simples toque. Desviando-se, sempre que possível, no sentido de evitar qualquer contacto humano e de esconder esses dons, Ever é vista como uma anormal na escola secundária à qual regressa. Mas tudo muda, quando conhece Damen Auguste. Damen é encantador, exótico e rico. E é a única pessoa que consegue silenciar o ruído e as manifestações de energia que invadem a cabeça de Ever. Ele transporta uma magia tão intensa que parece conseguir ler a alma de Ever. À medida que Ever é arrastada para o sedutor mundo de Damen, onde abundam os segredos e os mistérios, começam a surgir-lhe mais perguntas do que respostas. Além de que não faz ideia de quem realmente é... ou daquilo que é. Apenas sabe que se está a apaixonar desesperadamente.


find it ...: ,